Mensagens de Fé !

Parábolas >> A Doçura
   
Comentário

Imprimir
A Doçura
Fonte: http://www.padremarcelo.com.br
O viajante caminhava pela estrada, quando observou o pequeno rio que nascia tímido por entre as pedras. Foi seguindo-o por muito tempo. Aos poucos, o rio foi tomando volume e, bem mais adiante, dividiu-se em dezenas de cachoeiras, num espetáculo de águas.

O som das águas atraiu o viajante, que foi descendo pelas pedras ao lado de uma das cachoeiras. Ali, finalmente descobriu uma gruta. Com paciência, a natureza criara caprichosas formas. O viajante foi entrando e admirando as rochas gastas pelo tempo.

De repente, descobriu uma placa. Alguém estivera ali antes dele. Com a lanterna, iluminou os versos que nela estavam escritos.
"Não foi o martelo que deixou perfeitas estas pedras, mas a água, com sua doçura e delicadeza. Onde a dureza só faz destruir, a sua vida de consegue esculpir".

Assim também acontece na vida. Muitas vezes agimos de maneira agressiva e violenta com as dificuldades que aparecem. Se nos abandonarmos nas mãos de Jesus e deixar que Ele coloque a mão sobre as tormentas do nosso dia-a-dia. Sentiremos a suavidade de seu Amor e a docilidade de Nossa Senhora direcionando todo o nosso caminho. 

 
Deixe seu Comentário!

 


Warning: Unknown: Your script possibly relies on a session side-effect which existed until PHP 4.2.3. Please be advised that the session extension does not consider global variables as a source of data, unless register_globals is enabled. You can disable this functionality and this warning by setting session.bug_compat_42 or session.bug_compat_warn to off, respectively in Unknown on line 0